3 formas do empreendedor gerenciar a ansiedade

A ansiedade é considerada o mal dos tempos modernos. E isso não é à toa: cerca de 25% da população sofre de transtorno ansioso.

E com o empreendedor acontece igual.

Afinal, lidar com as preocupações quando seu negócio está 100% em suas mãos não é fácil. Quando o sucesso ou o fracasso de seu empreendimento são responsabilidades totais suas, você fica com a sensação de que poderia ter feito mais ou melhor.

Em meus processos de coaching, já atuei diversas vezes com clientes os quais tinham forte ansiedade, que afetavam seus negócios.

Mas isso não é o fim do mundo.

A ansiedade tem seus pontos positivos, sendo importante para você se manter motivado a enfrentar os desafios.

Para o empreendedor não perder esse estímulo para seu negócio, há algumas técnicas que ajudam a lidar com a ansiedade de ser um empreendedor.

Confira 3 dicas que ajudam a gerenciar a ansiedade:

1) Pratique meditação

A interiorização e a observação de si mesmo têm um impacto poderoso no dia a dia. A prática da meditação é recomendada mesmo que seja por poucos minutos. “Se tiver só três minutos, já é alguma coisa”, diz Rodrigo Siqueira, professor do Ibmec/RJ, à revista Exame.

Com a meditação, que nada mais é do que o controle da respiração, a pessoa consegue ter mais foco e diminui consideravelmente a ansiedade. Para o empreendedor, isso vale muito. “Ao prestar atenção em sua respiração, o indivíduo percebe o comportamento da mente destreinada, que automaticamente começa a devanear.

É importante perceber isso. Com o tempo, a pessoa divaga menos”, acrescenta Siqueira. A meditação realmente ajuda a equilibrar a mente para deixá-lo focado nas coisas importantes.

Há até aplicativos de celular que podem ajudar na tarefa. Alguns apps como Insight Timer, Head Space e os nacionais Medita! e 5 Minutos – Eu medito estão nas lojas de aplicativos para IPhone e Android.

2) Gerencie suas expectativas

Não pense nas coisas que podem dar errado em seu negócio. Expectativas demais, tanto positivas como negativas, podem exacerbar a crise de ansiedade. Quebre suas metas diárias em pequenas tarefas.

Um passo de cada vez…

Cada etapa vencida faz com que o objetivo maior fique cada vez mais fácil de ser alcançado.

Um estudo de 2013, conduzido pela doutora em psicologia Joanne Dickson, da Universidade de Liverpool (Inglaterra), descobriu que “ter objetivos muito amplos e abstratos pode agravar a depressão”.

Quando você pensa somente no seu objetivo final, o processo para chegar até ele parece abstrato, já que você não sabe como chegar a esse nível.

Ao quebrar seus objetivos em pequenas ações gerenciáveis ajuda a aliviar a ansiedade e o medo.

3) Busque o gatilho

A ansiedade é um processo que se inicia dentro de sua mente, frente a um desafio ou circunstância.

Existe uma “faísca” que dispara a ansiedade dentro de você. Essa faísca, que costumo chamar de gatilho, pode ser descoberta através de diversas técnicas de coaching.

E, com isso, lhe permite descobrir qual a essência desses gatilhos.

Tenho percebido pela minha experiência que, em um curto espaço de tempo, pode-se atenuar bastante a ansiedade, utilizando-se tais técnicas.

Trazer à tona quais gatilhos estão dentro de você é o que efetivamente traz alívio, preenchendo as lacunas que estão em aberto e que acabam por lhe prejudicar de uma forma que só você, talvez, já saiba como é.

Fez sentido para você?

Se esse artigo fez sentido para você, inscreva-se em nossa newsletter abaixo.

Eu odeio SPAM assim como você. O que você receberá de mim serão textos, cases, ferramentas e dicas do que percebi e vivenciei durante a semana enquanto coaching de negócios e de vida.

O qual envio apenas uma vez por semana via email. 

Se fizer sentido, inscreva-se abaixo!

About the Author Leandro Rasia

Leave a Comment: