909 exibições & 79 visualizações

produtivo_olhar

Em tempos de crise, com dificuldades de crescimento e de estabilidade em função de uma recessão que assola nosso país, como podemos nos manter produtivos?

Conheço muitas pessoas, e tenho certeza que você também deve conhecer, que ficam desestabilizadas por completo quando seus medos ou receios despontam no horizonte. A incerteza de um novo ano, com um cenário ainda não favorável, afetam sua produtividade, pois já não se desenvolve o trabalho com a mesma qualidade e rapidez.

Pelo que você está lutando, afinal?

Mas como podemos ser produtivos quando o mundo à nossa volta parece ruir? O que podemos fazer para nos manter serenos, equilibrados e motivados quando o cenário não é nada favorável?

Em tempos de incerteza, existem forças internas que podemos usar a nosso próprio favor.

Os grandes casos de sucesso, sejam eles no meio empresarial, esportivo ou científico sempre se basearam em seus propósitos para terem produtividade. Mas o que é ser produtivo para você? Como você avalia a produtividade de sua equipe?

Você cobra sua própria produtividade de qual forma?

Muitas pessoas pensam que fazer mil coisas ao longo do dia, ou ao mesmo tempo, gera produtividade. Outros podem pensar que bons indicadores de resultados são uma boa forma de avaliar a produtividade. Produção por hora, quantidade de funções implantadas, número de clientes atendidos, vendas realizadas, etc.

Mas você tem objetivos bem definidos?

Se você não sabe qual o seu próprio objetivo, como pode avaliar sua produtividade? Se sua equipe não souber para onde está indo, como avaliar?  O seu propósito claro e definido lhe mantém produtivo. Pois você só sabe que está no caminho certo, quando permanece na estrada que lhe conduz ao que você tem por objetivo. Tudo que você fizer que esteja congruente com o seu propósito, lhe dá o sentimento de produtividade. O que estiver em discordância com isso, fica sem sentido e por consequência, gera improdutividade.

Atuar com qualidade e alta produtividade é ter um sentido por trás disso.

 

Um ganho intrínseco. É fazer algo que vai lhe trazer, no seu íntimo pessoal, realização no curto, médio ou longo prazo. Tem ligação com o seu legado.

Muitas empresas investem em treinamentos motivacionais que geram um bom resultado em produtividade, mas muitas vezes temporariamente.

Mas, o que acontece quando você, como gestor, consegue conectar o propósito ou objetivos da empresa, com os objetivos pessoais de sua equipe?

Tenho cases que evidenciam que verdadeiras revoluções são feitas quando se faz a ligações de missão empresarial com missão pessoal. A motivação, nesse caso, se baseia no que efetivamente se tem como missão pessoal de vida. Quando você descobre isso, irá se sentir motivado todos os dias. Ao conectar a missão da empresa com a missão pessoal de seus colaboradores você forma uma equipe de alto desempenho. Pois o dia a dia irá conduzir todos ao cumprimento de suas missões. Isso gera produtividade.

O brilho no olhar é o vislumbre da missão, ou propósito, que surge de dentro de nós…

Descubra o seu propósito, ou o de sua equipe, conecte-os, e gere resultados superiores de produtividade com qualidade de vida. Tudo isso com aquele forte e contagiante brilho no olhar.

Faz sentido para você?

Leave a Reply

Your email address will not be published.